Vozes da Educação

  • 06 Horas de duração
  • 33 Aulas
  • 2 Módulos
  • 1 ano de suporte
  • Certificado de conclusão
Acesso Gratuito
Acessar Dê um passo adiante em sua carreira!
Professor da Uniética
Xiko Acis

Objetivo:

O objetivo principal da Curadoria de Conteúdos é unificar alguns materiais em grupos de interesse, com visões de diversas pessoas e/ou autoridades nos respectivos temas, para que você construa sua própria percepção sobre o assunto em questão. 

Sempre que houver, colocaremos conteúdos novos e relevantes. Em alguns, faremos um vídeo de comentários a respeito. Você também pode sugerir temas para pesquisarmos e fazer a respectiva curadoria. Vamos lá! Tem muita coisa interessante na net.

Metodologia:

A metodologia que será utilizada na Curadoria de Conteúdos é a seguinte: 

1. Você acessa a área de "Cursos Grátis" da plataforma
2. Vê os cursos de seu interesse
3. Assiste os conteúdos e/ou lê os materiais 
4. Percebe várias visões dos autores
5. Constrói sua própria opinião
6. Melhora seu repertório geral.

Resumo Geral:

Carga Horária: Indeterminada
Valor da Curadoria de Conteúdos:
Grátis
Tempo para Execução:
1 anos após a matrícula
Curadoria Professores:
Xiko Acis e Adriana Baldan
Materiais:
Vídeos, links e arquivos em pdf
Certificado: Não se aplica

Importante:

1. Todos os conteúdos existentes estão disponíveis, gratuitamente, na internet;
2.  Os autores dos conteúdos são os respectivos responsáveis pelos mesmos e têm os direitos autorais garantidos;
3.  A plataforma Uniética apenas faz a curadoria do que acha relevante para o tema em questão;
4. Todas as fontes dos conteúdos são declaradas e os links apontados.

1 ano Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 1 ano após a matrícula.

Para todas as pessoas que querem melhorar o seu repertório através de uma Curadoria de Conteúdos formada por professores.

Xiko Acis
"Professor da Uniética"

               

Mentor, Professor e Consultor, Mestrando em Filosofia, MBA em Gestão Educacional, Pós-graduado em Filosofia e Ensino de Filosofia, Licenciado em Filosofia, graduado em Comunicação Social. Atuou como CEO e Diretor de várias empresas nacionais e multinacionais e hoje é sócio da Aprendendo a Pensar, consultoria com 18 anos de existência especializada no Desenvolvimento da Cultura Ética e Moral Organizacional. Professor de Ética do MBA da FUNDACE, Professor de Ética e Gestão na Unisanta'Anna, Ombudsman/Ouvidor pela ABO - Associação Brasileira de Ouvidoria, Organizador do TEDx no Brasil, Voluntário do Escritório Regional do Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos (ONU), Ex-voluntário do CVV Centro de Valoriza da Vida  e Ex-membro do Conselho de Usuários da TIM, Fundador do Instituto Magna Moralia que atuará na habilitação de professores do ensino fundamental e médio, para o Desenvolvimento da Consciência Ética e Moral e seu ensino estruturado aos alunos, autor do livro:  Código de Conduta e Princípios Éticos e Diretor da UNIÉTICA, plataforma de aprendizagem singular de ética e moral.

Curriculum Lattes: Currículo 

Sites Institucionais:  

xikoacis.com.br 

aprendendoapensar.com.br 


A importância dos cursos livres certificados

Os cursos livres têm como Base Legal o Decreto Presidencial N° 5.154, de 23 de julho de 2004. O Curso livre à distância é uma modalidade de educação não-formal de duração variável, destinada a proporcionar aos estudantes e trabalhadores conhecimentos que lhe permitam profissionalizar-se, qualificar-se e atualizar-se para o trabalho.

A Constituição Federal em seu Artigo 205/CF, “caput”, prevê que a educação é direito de todos e será incentivada pela sociedade. Tal prática é defendida também pelo Artigo 206/CF que prevê que o ensino será ministrado com base em alguns princípios e em seu inciso II: “a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar pensamentos, a arte e o saber”.

Curso Livre – Lei nº 9.394/96 – Diretrizes e Bases da Educação Nacional passaram a integrar a modalidade de Educação Profissional. Educação Profissional, é a modalidade de educação não-formal de duração variável, destinada a proporcionar aos estudantes e trabalhadores conhecimentos que lhe permitam profissionalizar-se, qualificar-se e atualizar-se para o trabalho.

Conforme a Lei nº. 9394/96, o Decreto nº. 5.154/04 e a Deliberação CEE 14/97 (Indicação CEE 14/97) citam que os cursos chamados “Livres” não necessitam de prévia autorização para funcionamento nem de posterior reconhecimento do Conselho de Educação competente. Não existe legislação específica que regulamente estes cursos, por isto, os cursos livres não são passíveis de regulação por parte do Ministério da Educação (MEC). Não havendo exigência de escolaridade anterior. A categoria Curso Livre atende a população com objetivo de oferecer profissionalização rápida para diversas áreas de atuação no mercado de trabalho. Livre significa que não existe a obrigatoriedade de: carga horária podendo variar entre algumas horas ou vários meses de duração, disciplinas, tempo de duração e diploma anterior. Desse modo, a oferta desses cursos não depende de atos autorizativos por parte do (MEC), quais sejam: credenciamento institucional, autorização e reconhecimento de curso.

As Instituições, um exemplo é a Uniética que oferece este tipo de curso têm direito de emitir certificado ao aluno em conformidade com a Lei nº 9394/96; Decreto nº 5.154/04; Deliberação CEE 14/97 (Indicação CEE 14/97). Esses Certificados têm validade legal para diversos fins. A jurisprudência do Conselho Nacional de Educação tem sido no sentido de declarar-lhes a equivalência, de acordo com regras amplas e flexíveis.

As pessoas que fazem os nossos Cursos Livres, qualificam-se mais em suas profissões, superam os concorrentes, são promovidos em suas empresas, e os que estão desempregados, preparam-se para o mercado de trabalho e conseguem rapidamente um novo emprego. Embora os cursos livres sejam isentos de fiscalização e reconhecimento pelo MEC a Uniética não dispensa os critérios acadêmicos e didático-pedagógicos exigidos a qualquer outra modalidade de cursos, sejam eles “livres” ou não, presenciais ou à distância.

Assim, nossos cursos certificados atendem a legislação, a melhoria de repertório e o desenvolvimento humano, premissas básicas de nosso entendimento de como educar.

Sejam bem-vindos!

Conteúdo Programático

Vídeoaula para você analisar
  • 1. Entrevista: Rodrigo Mendes e a educação inclusiva
  • 2. Concepção sobre resolução de conflitos precisa mudar, avalia Telma Vinha
  • 3. Leitura diária para a turma é estratégia potente para alfabetização, diz Telma Weisz
  • 4. Há formas de mudar e construir uma escola democrática, diz José Pacheco
  • 5. Alunos não entendem mais de tecnologia que os professores, avalia pesquisadora inglesa
  • 6. Pedro Bandeira cativa leitores por adotar ponto de vista de cada público
  • 7. Desigualdade afeta comportamento do leitor, avalia Ana Maria Machado
  • 8. “Precisamos colocar o foco na formação profissional dos professores”, avalia António Nóvoa
  • 9. Especialista aponta importância de equidade entre meninos e meninas desde anos iniciais na escola
  • 10. Experimentos científicos podem ser propostos aos alunos sem precisar de laboratório
  • 11. O que a escola precisa para se tornar inovadora
  • 12. Promover a diversidade na escola se faz por meio do convívio, afirma pesquisador
  • 13. “A zoeira é algo que faz parte dos estudantes”, afirma pesquisador da Unifesp
  • 14. Como fazer o acolhimento de alunos imigrantes?
  • 15. Qual é a importância do ensino das habilidades socioemocionais na escola?
  • 16. Socioemocionais: interesse comercial e visão reducionista são pontos de atenção
  • 17. Literatura afro v2
  • 18. Por que estudar literatura afro-brasileira?
  • 19. Acolhimento de alunos com deficiência deve ser pensado caso a caso, avalia especialista
  • 20. Pressão por educação de qualidade precisa ser mais contundente, avalia Renato Janine Ribeiro
  • 21. 6 perguntas sobre arquitetura escolar
  • 22. 8 perguntas sobre protagonismo estudantil
  • 23. 5 perguntas sobre livros didáticos
  • 24. Liberdade acadêmica: fiscalizar os conteúdos ensinados na escola não é solução, avalia especialista
  • 25. 5 perguntas sobre educação sexual
  • 26. Novo Fundeb é essencial para avançar políticas educacionais, diz professor da UFABC
  • 27. Jogos podem ser instrumentos de engajamento e medição de desempenho dos alunos
  • 28. PNE não será cumprido até 2024, avalia Campanha pelo Direito à Educação
  • 29. Modelo de escola cívico-militar não é democrático, avalia professora da Unicamp
  • 30. O que é possível fazer para combater o abandono escolar?
  • 31. Retorno de alunos com deficiência às escolas especializadas é retrocesso, avalia psicopedagoga
  • 32. Lei que prevê psicólogos na escola pode sobrecarregar a instituição, avalia pesquisador
Voltar ao topo